O Homem e o Mundo – “Elixir da Invisibilidade”

maio 8, 2008

Tornar-se invisível, aos olhos da ciência, nunca foi uma possibilidade levada em conta. Entretanto, uma breve análise masculina do mundo, quando bem feita, pode levar à existência do Elixir da Invisibilidade. Como seria a sensação de ser invisível – após conversar com alguns amigos e conhecidos, cheguei à conclusão de que tal situação é mais comum do que se possa imaginar.

Início do mês de maio. Recebo a ligação de um amigo das antigas. Sua esposa está grávida e uma descoberta adicional: ele se tornara, da noite para o dia, um homem invisível.

É bastante engraçado o modo com que as mulheres lançam mão de seus maridos quando necessitam ir ao ginecologista. Mais do que o acinte de presenciar a outrem manuseando aqueles tesouros que, até então, o homem considerava pessoais e intransferíveis, tal profissional ainda o faz sem tomar qualquer conhecimento da existência do esposo, namorado, pai, amigado ou qualquer outro grau de relacionamento.

Pois. Meu colega acompanhou a esposa ao ginecologista. “Olá, fulana, como vai a mamãe hoje?”; num primeiro esforço, o marido cumprimentou o médico, recebendo como resposta apenas a mais completa ignorância em relação à sua presença. A esposa sentou-se à frente do médico, conduzindo diálogo atroz e duradouro. Qualquer intervenção feita pelo meu amigo era imediatamente seguida pela cartilha básica da negação da existência: um risinho amarelo, uma respirada funda e a retomada do assunto anterior, incólume, como se nenhum comentário se tivesse interposto ali.

A revolta já tomava conta de meu amigo – mas as coisas provavelmente não pararam por aí. Ao chegar em casa, recebeu uma ligação de sua mãe. Tentou inutilmente entabular uma conversa com sua progenitora, mas esta só queria saber de conversar com a mãe de seu futuro filho.

Ostracismo é uma palavra bonita, seu significado nem tanto. Ali reside atualmente meu amigo. Sozinho, esquecido, olvidado, aguardando apenas a manifestação dos primeiros “desejos” de sua esposa para sair como um louco invisível pela cidade, às três da manhã, em busca de quitutes de alho-poró com figo seco, abóbora com doce-de-leite e toda a sorte de combinações sem sentido criadas pelas mulheres com o simples intuito de punir seus maridos por não carregar dez quilos extras por nove meses.

Anúncios

3 Responses to “O Homem e o Mundo – “Elixir da Invisibilidade””

  1. Ragas Says:

    ESPETACULAR!!!! Até parece que vivi algo semelhante…

    Ainda não teve alho-poró com figo seco, mas sopa de feijão com pão de queijo, isso já teve…

    http://www.vandosquebrados.wordpress.com

    Abrazzo Ragazzo

    P.S.: Acho que esse foi seu texto melhor escrito…muito inteligente.

  2. Renata Says:

    Rsrsrs!! Adorei!!

    “Acho” que já vi meu marido sentindo algo assim…

    Beijocas

  3. Bawler Says:

    Somehow i missed the point. Probably lost in translation 🙂 Anyway … nice blog to visit.

    cheers, Bawler.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s